SAÚDE & LIBERDADE DE ESCOLHA
Fevereiro 3, 2019 Sem comentários Saúde António Lopes

A oposição de profissionais da medicina convencional, de polític@s e “fazedor@s de opinião” às medicinas / terapias não convencionais (TNC) é muitas vezes fundamentada na falta de credibilidade e valor científico.
.
E, portanto, na (suposta) ausência de eficácia das mesmas.
.
E poderia até parecer que a preocupação com a saúde dos portugueses é a tónica dominante (leia isto).
.
Para efeitos de argumentação, vamos assumir que assim é:
.
As TNC não têm eficácia para além de um qualquer efeito placebo e está tudo na imaginação dos seus utilizadores e profissionais que as praticam.
.
Decorreria então que deviam ser proibidas?
.
Defendo que não!
.
.
1. Enquanto cidadão pagador de impostos e co-sustentador do SNS exijo a liberdade de escolher a quais serviços de saúde recorro.
.
Exijo a liberdade de poder optar pela convencional ou pelas TNC.
A liberdade de as alternar e / ou combinar.
.
a) E se decido pagar a alguém que fala com anjos para me tratar é assunto que apenas a mim, pessoa imputável, diz respeito.
.
.
.
2. Assumo o risco de prejudicar a minha saúde por uma má escolha do profissional de saúde que me irá seguir e pela medicina / terapia escolhida.
.
a) E como é sabido, escolher a medicina convencional e a ciência farmacológica não me garante qualidade nem segurança.
.
b) Não me garante a salvaguarda da minha saúde ou da vida, nem de sequelas de erros médicos, de má teoria / prática científica e efeitos secundários (mais ou menos severos) de fármacos.

.
.
.
3. Numa sociedade…
a) Onde existe liberdade para fumar e o estado arrecada dinheiro com um produto considerado nefasto para a saúde…
.
b) Onde se mata e se morre devido ao consumo exagerado de bebidas alcoólicas…
.
c) Onde posso comer a quantidade que bem entender de todo um conjunto de (pseudo) alimentos cheios de químicos prejudiciais (artificiais ou naturais)…
E morrer desses excessos.
.
d) Onde tenho a liberdade de praticar desportos radicais e por amor à adrenalina colocar a minha saúde / vida em risco…
.
e) Onde a ciência evolui e o que era inexplicável e incompreensível há 100 anos atrás agora é banal…
.
f) Onde o que era cientificamente válido e defendido com tanta veemência, agora está desactualizado / errado…
(e quantas pessoas tiveram a sua vida / saúde prejudicada?)
.
(…)
.
.
.
4. Numa sociedade como esta, não existe lugar para impedimentos à prática de TNCs, e os constantes ataques às mesmas tresandam à defesa de interesses corporativos, a prepotência e a tiques ditatoriais!
.
.
.
Nota:
Acredito na medicina convencional.
Nos progressos que fez e que sem dúvida continuará a fazer.
Sou e continuarei a ser cliente.
.
Mas também acredito nas TNC, na conjugação dos saberes ancestrais, alternativos e convencionais e, sobretudo, na liberdade de escolha.



Siga-nos:
Sobre o autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *